Seis de agosto, um dia triste

Ontem, dia seis de agosto, passou batido por mim, mas o Pedro Dória recordou o bombardeio Hiroshima, postando um link para um bom artigo (com imagens fortes) do 1001 Gatos de Schrödinger.

Obviamente, sou feliz pelos Aliados terem vencido a Segunda Guerra Mundial. Entretanto, esses atentados são tristes não só pelo mal causado à população civil (como se não bastasse), mas porque a cada crime um país fica mais e mais parecido com estados genocidas como a Alemanha Nazista, o Japão Imperial ou a União Soviética, que também justificavam seus atos como a alternativa a um mal maior.

É triste saber que não há alternativas ao mal.

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: